Olá, faça seu login ou cadastre-se.

Você está aqui

Iniciada dragagem nos canais da Baixada Campista

Iniciada dragagem nos canais da Baixada Campista

Foi iniciada na manhã desta quarta-feira (4), a dragagem do Canal do Caxexo, na área da localidade de São Martinho, na Baixada Campista. A intervenção emergencial é parte do trabalho que será realizado também em outros canais, na mesma área, com a proposta de amenizar os efeitos da estiagem e da salinidade naquela região, onde milhares de pequenos produtores rurais sofrem com a dificuldade de encontrar água de qualidade para o gado e para irrigar as plantações.

— A retirada da vegetação nos canais vai permitir que a água da Lagoa Feia, que está mais de meio metro acima de seu nível normal para esse período do ano, avance e empurre a água salgada do mar que vem invadindo toda a Baixada Campista — afirmou o superintendente de Agricultura e Pecuária, Nildo Cardoso.

Com cerca de 12 quilômetros de extensão, o Canal do Caxexo liga o Canal das Flechas, que sai da Lagoa Feia, ao Canal do Coqueiro, que sai do Rio Paraíba do Sul, na área urbana, e avança para a Baixada. A dragagem será concentrada nos pontos mais críticos dos canais. A ação emergencial é fruto de parceria feita com a Secretaria estadual do Ambiente, que estende à região o “Limpa Rio”, que é o Programa de Limpeza de Rios e Lagoas do estado.

Além da Dragline (escavadeira a cabo), que iniciou a limpeza do Caxexo e depois fará a dragagem no São Bento e no da Onça, nos próximos dias, chegará uma Long Reach (escavadeira hidráulica), para atuar também nos canais do Pensamento, do Jenipapo e no Vala do Mato. Pelo acordo firmado, as duas máquinas ficarão na Baixada por dois meses, até o final de novembro. Quem há tempos sofre com o problema, comemora.

— Nasci aqui e, quando era criança, tomava banho e pescava no Caxexo, onde a água corria sem problema. Nas últimas três décadas, nunca foi feita uma limpeza para resolver o problema por pelo menos alguns anos. Por isso é tão importante essa dragagem nos canais. Estamos muito confiantes de que a coisa vai melhorar — afirmou o produtor rural Jurandir Pereira Neto, de 62 anos.

A intenção é também recuperar algumas das cerca de 30 comportas da área, que, quando funcionando, ajudam a controlar o fluxo de água entre as propriedades. “Com essa ação nos canais, acreditamos que a situação vai melhorar não só para os produtores da área de São Martinho, mas também Caboio, Correnteza e Retiro, dentre outras”, concluiu Nildo Cardoso.

Todas as intervenções serão acompanhadas por um grupo de trabalho que reúne oito produtores rurais da Baixada e o Comitê de Bacia Hidrográfica do Baixo Paraíba do Sul e Itabapoana, que participaram de uma reunião com Nildo Cardoso um dia antes do início dos trabalhos.

Fonte: Folha 1 - http://www.folha1.com.br/_conteudo/2017/10/economia/1225543-iniciada-dra...

Comentários no Facebook

Você também pode gostar de