BAIXE O MEU APP

Notícias

Você está aqui

Conjunto Ermitage, em Teresópolis, se torna sustentável ao ganhar Programa de Coleta Seletiva e Pomar Orgânico com mais de 200 árvores frutíferas

Conjunto Ermitage, em Teresópolis, se torna sustentável ao ganhar Programa de Coleta Seletiva e Pomar Orgânico com mais de 200 árvores frutíferas

O Conjunto Ermitage, em Teresópolis, na Região Serrana, ganhou um programa de coleta seletiva e um pomar orgânico com mais de 200 árvores frutíferas, nesta quinta-feira (12/10). A iniciativa é da Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) e do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), que tornaram o condomínio sustentável com esta iniciativa.

No programa de coleta seletiva implantando no Conjunto Ermitage, cada condomínio é responsável pelo seu Programa Interno de Coleta de resíduos. O Inea ofereceu aos síndicos, membros das comissões gestoras e interessados, um  curso de capacitação para elaboração e implantação do programa, com o intuito de capacitá-los para o gerenciamento correto dos materiais recicláveis oriundos de cada unidade habitacional.

“A coleta seletiva de um condomínio desse porte para essa realidade que estamos vivendo é uma atitude inovadora, um grande passo em termos de política pública de Estado porque aqui é uma referência. A coleta seletiva já é uma realidade aqui no Ermitage. As pessoas estão engajadas no processo. À medida que vamos fazendo a sensibilização ambiental, eles vão aderindo ao programa. A gente vê o aumento do material reciclável que eles trazem para a coleta. Essa atitude já está incorporada à vida de cada um deles”, declarou a Assessora de Educação Ambiental de Políticas Públicas de Resíduos Sólidos do Inea, Fernanda Peralta.

Os moradores têm papel fundamental neste processo. O sucesso do programa depende da correta separação dos materiais recicláveis dentro de cada unidade habitacional.

O Inea e os representantes de cada condomínio realizaram uma grande campanha de sensibilização ambiental junto aos moradores, informando, de porta em porta, a necessidade de separação dos recicláveis, como ela deve ser feita, onde os resíduos devem ser dispostos nos condomínios e qual o objetivo e vantagens da coleta seletiva.

“Como política pública, para o Inea, é sensacional dar o suporte técnico para que cada condomínio faça a sua coleta seletiva. É importante para a geração de renda de cada condomínio porque a maioria das pessoas daqui nunca morou em condomínios. Esses condomínios têm despesas, e a coleta ajuda nessas despesas do condomínio. Para o Inea, é maravilhoso estimular, fomentar e dar suporte técnico para essa coleta seletiva”, afirmou a Gerente de Educação Ambiental do Inea, Angela Canal.

Os valores arrecadados com a venda do material reciclável serão investidos na manutenção dos próprios condomínios e o gerenciamento deste processo será feito por cada síndico e seus auxiliares. A prestação de contas aos moradores será realizada juntamente com a prestação de contas geral obrigatória de cada condomínio.

“A coleta começa na nossa casa. Já estamos separando tudo que é reciclável e que podemos usar para a compostagem, que transforma o lixo reciclável em adubo. Esse adubo já está sendo usado. Estamos fazendo hortas com ervas medicinais para as nossas crianças. E o dinheiro que vem da coleta seletiva é muito bom para o condomínio. Um benefício para nós mesmos. As melhorias já estão acontecendo para a gente aqui dentro do Conjunto Ermitage”, declarou Valéria Castilho, síndica de um dos condomínios.

A artesã Celina Maria José de Oliveira, moradora do Conjunto Ermitage, decidiu usar seu talento para incentivar os vizinhos e usou tampas de potes de requeijão e galões de material de limpeza para dar mais vida ao jardim do prédio onde mora. "Eu sempre gostei de usar material reciclado. Faço diversas peças artesanais com material reaproveitado. Vou dar curso de graça aqui. Estou pedindo as pessoas para guardarem o que pode ser usado no artesanato. Vamos ajudar a natureza e tornar nosso condomínio mais bonito”, afirmou.

Já o Pomar Orgânico é formado por 230 árvores frutíferas, na maioria de frutas cítricas. “No início, o pomar terá manutenção por dois anos através de parcerias. Após este prazo, os moradores do Ermitage assumirão a área verde. Um trabalho de conscientização e treinamento já está sendo realizado para que eles sejam qualificados para cuidar de toda a estrutura do Pomar”, afirmou o gestor do Parque Estadual dos Três Picos, Marcos Rangel Schwenck de Moura.

O programa De Olho no Lixo, realizado nas comunidades da Rocinha, em São Conrado, na Zona Sul do Rio, além da Roquete Pinto e da Praia de Ramos, na Maré, na Zona Norte do Rio, levou para o local, moda e música, com os projetos Ecomoda e Funk Verde, que reaproveitam resíduos sólidos transformado-os em peças de vestuário e instrumentos sonoros.

O Prove (Programa de Reaproveitamento de óleo vegetal)  também foi ao local para orientar as pessoas sobre como descartar corretamente o óleo de cozinha usado.

Para comemorar o Dia das Crianças, o evento teve ainda atividades para os baixinhos. O trenzinho de Teresópolis garantiu presença nessa festa. Houve também uma exposição de material de combate a incêndio, além de várias atividades para os pequenos e muita diversão!

Inscreva-se para se manter atualizado e receber notícias sobre o meu mandato para a sua cidade.

Comentários no Facebook

Você também pode gostar de

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

  • Facebook

  • Twitter

  • Instagram

  • Youtube

  • Linkedin