Olá, faça seu login ou cadastre-se.

Você está aqui

Espécie de ave é registrada pela primeira vez no Parque Estadual da Pedra Branca

Espécie de ave é registrada pela primeira vez no Parque Estadual da Pedra Branca

Com aproximadamente 12.492hectares, o Parque Estadual da Pedra Branca, situado na Zona Oeste da cidade e administrado pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), oferece muitos atrativos para a população que vão desde banho de cachoeira a trilhas que levam as suas belezas naturais. A unidade de conservação  abriga uma rica biodiversidade. São mais de 300 espécies de aves catalogadas. E no ano passado, mais uma espécie de ave foi registrada, esta pela primeira vez, na unidade de conservação: a  saíra-viúva (Pipraeidea melanonota), da família Thraupidae.

 

A imagem foi fotografa pelo guarda-parque Felipe Tubarão, no ano passado, quando percorria a trilha da Casa Amarela, que leva ao Pico da Pedra Branca, situada no Núcleo Pau da Fome, sede da unidade de conservação, em Jacarepaguá. Também no ano passado, Felipe fotografou um tipo de bromélia, a Neoregelia camorimiana, endêmica do Maciço da Pedra Branca.

 

Tudo começou com as atividades de monitoramento ambiental propostas e realizadas pelos guarda-parques que atuam nas unidades de conservação estaduais. A finalidade é compilar informações fotográficas da saúde dos ecossistemas e criar um banco de imagens sobre a biodiversidade protegida nas unidades de conservação.

 

É um trabalho importante para que possamos conhecer a biodiversidade do nosso parque”, destacou Felipe Tubarão.

 

O Parque Estadual da Pedra Branca abrange  partes de 17 bairros situados na Zona Oeste do município do Rio de Janeiro. Entre eles: Jacarepaguá, Taquara, Camorim, Vargem Pequena, Vargem Grande, Recreio dos Bandeirantes, a leste;Grumari, ao sul; Padre Miguel, Bangu, Senador Camará, Jardim Sulacap, Realengo, Santíssimo, Campo Grande, Senador Vasconcelos, ao norte; Guaratiba e Barra de Guaratiba,a oeste). A sede da unidade de conservação fica no núcleo Pau da Fome, em Jacarepaguá, e as subsedes estão situadas nos núcleos Camorim, também em Jacarepaguá, e Piraquara, em Realengo..

 

Por Ascom SEA/Inea

Foto: Felipe Tubarão

Comentários no Facebook

Você também pode gostar de