BAIXE O MEU APP

Notícias

Você está aqui

Projeto Conexão Mata Atlântica lança em Varre-Sai o primeiro edital de pagamento por serviços ambientais na região Noroeste Fluminense

Projeto Conexão Mata Atlântica lança em Varre-Sai o primeiro edital de pagamento por serviços ambientais na região Noroeste Fluminense

Projeto Conexão Mata Atlântica lança em Varre-Sai o primeiro edital de pagamento por serviços ambientais na região Noroeste Fluminense

Cerca de 150 pessoas estiveram presentes na tarde de terça-feira (27/03), no Mercado do Produtor, em Varre-Sai, no lançamento do primeiro edital de seleção pública de proprietários para participação no Projeto Conexão Mata Atlântica, na Região Noroeste do Estado do Rio de Janeiro.

Além de Varre-Sai, o Projeto se concentrará em mais 3 municípios da região Noroeste Fluminense (Porciúncula, Cambuci e Italva). Também aconteceu uma oficina para capacitar os produtores rurais a se inscreverem no projeto.

O edital vai contemplar o proprietário rural que implantar ações de conservação e restauração florestal que será remunerado pela provisão de serviços ambientais para a sociedade. Para se inscrever, é necessário o imóvel estar inscrito no Cadastro Ambiental Rural (CAR). Os interessados terão que se inscrever no Edital de Seleção Pública do Projeto Conexão Mata Atlântica, apresentando manifestação de interesse e um Plano de Ação com a indicação das áreas a serem recuperadas na propriedade.

O projeto tem duração de 5 anos (2017-2021) e é financiado com recursos do Governo do Estado do Rio de Janeiro, através do Instituto Estadual do Ambiente (INEA) e da Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária (SEAPEC); e com recursos do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF), através do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), dos quais U$4,1 milhões serão destinados a ações no Estado do Rio de Janeiro.

É uma iniciativa do governo federal, por meio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – MCTI, e dos governos dos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, com apoio técnico e financeiro do GEF/BID, tendo como área de intervenção a bacia do rio Paraíba do Sul.

Em Varre Sai, a intervenção do projeto abrange a área de contribuição do manancial de abastecimento da população da sede municipal, o Ribeirão Varre-Sai, o qual priorizará as ações de recuperação de nascentes e matas ciliares.

O prefeito de Varre-Sai, Silvestre José Gorini, falou da honra em receber um evento deste porte e destacou o fato de Varre-Sai ser o município com maior concentração de Mata Atlântica nativa da região, cerca de 22%, enquanto a média do Noroeste Fluminense é em torno de 3%.

“Temos uma grande preocupação ambiental e conseguimos recentemente a liberação de um projeto para a despoluição do Ribeirão e pretendo concluir essa obra antes do término do meu mandato ”, lembrou o prefeito.

A coordenadora técnica do Programa Rio Rural, Helga Hissa, representou o secretário estadual de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, Jair Bittencourt, e ressaltou que o projeto é uma parceria com o Rio Rural e visa o pagamento de serviços ambientais prestados a agricultores familiares trabalhados em microbacias pelo Rio Rural.

“O projeto reconhece os esforços dos agricultores em produzir alimentos mais limpos e mais saudáveis, ao mesmo tempo que água, oxigênio, biodiversidade, agricultura multifuncional que agrega benefícios sociais e econômicos. É a introdução de uma nova forma de política pública onde aproxima a agricultura e o meio ambiente”, disse.

A coordenadora geral do Projeto, Marie Ikemoto, destacou que é muito positivo ver a integração e parceria entre diversas instituições e falou da importância do projeto no âmbito do Programa Estadual de Pagamento por Serviços Ambientais, e de que o mesmo tem como diferencial e inovação vincular o valor do PSA em investimentos para melhoria dos sistemas produtivos, garantindo a sustentabilidade das propriedades.

“É uma integração de políticas públicas, conservando as nascentes e matas ciliares. O edital foi publicado hoje e vocês podem se candidatar para fazer a adequação e conservação ambiental de suas propriedades. A Prefeitura de Varre-Sai nos recebeu muito bem nesse evento e apoia o projeto”, afirmou.

O diretor do INEA, Paulo Schiavo, destacou a importância dessa iniciativa como uma estratégia do instituto para promover a adequação ambiental das propriedades rurais associadas ao desenvolvimento econômico sustentável, por meio de instrumentos econômicos como o PSA.

Participaram ainda da cerimônia de abertura representante da Secretaria de Estado do Ambiente, Luís Antônio Corrêa; o vice-prefeito de Varre-Sai, João Said; o Supervisor Regional Noroeste da EMATER-RIO, José Antonio Lopes Zampier; e Matheus Vilela, gestor de compras da Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos - FINATEC.

Maiores informações encontram-se disponíveis no site do projeto: www.inea.rj.gov.br/conexaomataatlantica. 

Inscreva-se para se manter atualizado e receber notícias sobre o meu mandato para a sua cidade.

Comentários no Facebook

Você também pode gostar de

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

  • Facebook

  • Twitter

  • Instagram

  • Youtube

  • Linkedin