BAIXE O MEU APP

Notícias

Você está aqui

Deputado federal Luiz Antônio dá entrevista ao Jornal Local

Deputado federal Luiz Antônio dá entrevista ao Jornal Local

Valença – A partir de 2019, o Município quebra um tabu mantido há setenta anos: não ter um representante na Câmara dos Deputados, em Brasília. Essa conquista veio neste ano, com a eleição do deputado federal Luiz Antônio Corrêa. Ex-prefeito em duas oportunidades e deputado estadual por duas vezes, o político sagrou-se nas urnas com votação expressiva, ficando à frente de vários candidatos de renome na política estadual e nacional. Em entrevista concedida ao Jornal Local, ele fala da campanha e dos projetos que pretende implementar no Congresso Nacional.

Nascido em 27 de dezembro de 1940, na cidade de Valença, Luiz Antônio da Costa Carvalho Correa da Silva é filho do também ex-prefeito Dr. Clóvis Correa e pai do deputado estadual André Corrêa, do vereador e presidente da Câmara Municipal de Valença, Saulo Correa, do empresário Marcelo Correa e do funcionário da Petrobrás, Clovis Correa. Luiz Antônio possui curso superior, tendo se formado em Odontologia (pela Universidade Federal de Juiz de Fora) e em Direito (fez parte da primeira turma da Fundação Educacional Dom André Arcoverde – FAA). Foi prefeito em duas oportunidades: de 1973 a 1976 e de 2001 a 2004. E deputado estadual, entre os anos de 1979 e 1986 (dois mandatos). Recentemente, assumiu postos junto à Prefeitura do Rio (Secretaria de Habitação e Cidadania) e, por último, no Inea. Abaixo, a entrevista com o novo deputado federal por Valença. Ele foi eleito em 2018 e é o primeiro valenciano a conseguir o feito após 70 anos: o último foi Osvaldo da Cunha Fonseca, conhecido popularmente como Vadinho Fonseca.

Jornal Local - Qual é a sua avaliação da campanha e quais foram os momentos mais fortes?

Luiz Antônio Correa - Todos sabem que uma campanha política é algo caro, e nós tínhamos pouquíssimos recursos. Tivemos que andar muito pelo Estado do Rio, buscar votos em cada município. Foi uma campanha de “sola de sapato” e trabalho. O que fica para mim dessa campanha foi a quantidade de amigos que fiz por onde andei.

Jornal Local - Qual a sua opinião sobre o comportamento dos eleitores na região e no estado?

Luiz Antônio Correa - Os eleitores demonstraram que desejam mudança. E que algo novo precisa nascer a partir de então. Isso serviu de alerta para os políticos: chegou a hora de ouvir a voz das ruas. Esse é um processo que vem crescendo e ganhando força. Tenho um receio: as mudanças não ocorrem rapidamente. E isso pode gerar frustração no eleitorado. Uma coisa posso garantir: se nós brasileiros não conseguirmos colocar todas as partes interessadas na mesa e debater o melhor para o país, nada vai mudar.

Jornal Local - Como você avalia os votos obtidos por você e por André Corrêa aqui na cidade?

Luiz Antônio Correa - Eu fiquei feliz com o resultado. Quanto a mim, estava 15 anos fora das disputas eleitorais. Muitos jovens na cidade nem sabiam quem eu era, outros, nem se lembravam que eu tinha sido prefeito. Além disso, nosso trabalho em redes sociais começou do zero. E foi muito importante na divulgação das nossas ideias e história. Já o André, por ter um mandato muito atuante e com muitos serviços prestados no município, seria natural uma votação maior que a minha. Estamos, ambos, muito satisfeitos.

Jornal Local - Valença acabou em destaque na região, por ter agora um deputado estadual e um deputado federal, não é?

Luiz Antônio Correa - Tive 50.284 votos em todo o Estado. Em Valença foram 9.560 votos. Isso representou 19% de minha votação. O que eu quero dizer com isso? Quero dizer que sem votos fora da cidade, não temos condições de fazer um deputado federal. Os votos da cidade se dividem muito. Vejamos: 24.999 votos foram para candidatos que não eram da cidade. É um fenômeno normal. Mas nos faz buscar votos em todos os municípios do Estado.

Jornal Local - Como você avalia a sua vitória, frente a nomes de grande expressão no cenário político fluminense, donos de grandes votações de 2014 e que nem conseguiram votos suficientes para se reeleger neste ano?

Luiz Antônio Correa - Quatro coisas: trabalho, proposta, ficha limpa e experiência. Como respondi numa pergunta que você fez acima, andamos muito pelo Estado. Conversamos com muitos prefeitos e lideranças. Acho que essa proximidade falta aos políticos de “grande expressão”. Outro fator é o desgaste daqueles que estavam com mandatos. As pessoas querem mudanças. Querem uma forma diferente de fazer política. E não aceitam corrupção.

Jornal Local - Por que resolveu fazer a viagem para Brasília de Fusca e como foi essa aventura?

Luiz Antônio Correa - Na verdade, esse fusquinha me acompanha faz muitos anos. E já participou de diversas campanhas do André, minha, do Saulo... Fiz uma promessa: se fosse eleito chegaria a Brasília nele, percorrendo o longo cerrado, como forma de agradecer por tudo que passei. E assim fizemos! Acabou se tornando uma grande aventura.

Jornal Local - Quais as principais propostas você pretende promover no seu mandato e as iniciativas mais imediatas, nesse primeiro ano?

Luiz Antônio Correa - Algumas coisas me preocupam bastante. A primeira é a crise dos municípios. Quero ser um aliado dos prefeitos do interior, buscando projetos e recursos em Brasília. Quero que meu gabinete seja um “balcão de projetos”. Buscar o que for necessário para suprir as carências dos prefeitos. Quero me esforçar ao máximo para abrir as portas dos ministérios a prefeitos e vereadores. Esse é o ponto mais imediato.

Jornal Local - Como vai funcionar a estratégia entre você, André Corrêa e Fernandinho Graça, para buscar recursos para a cidade?

Luiz Antônio Correa - A União por Valença está mais forte que nunca. Reitero meu compromisso de estar ao lado do prefeito Fernandinho Graça e do vice Hélio Suzano para ajudá-los no que for possível. Além disso, nossa candidatura teve apoio maciço da Câmara de Vereadores. Fazer o possível para abrir as portas dos Ministérios e funcionar como um interlocutor constante em Brasília é a minha meta.

Jornal Local - Quais as suas impressões da corrida presidencial e ao Governo do Estado?

Luiz Antônio Correa - Acho importante que os candidatos debatam os problemas substanciais do país e evitem brigas desnecessárias. Temos os problemas econômicos, de saúde e educação para debater a sério. Mas tomara que tudo dê certo. Já na Corrida para o Estado, continuo acreditando que Eduardo Paes é o melhor nome. E este é o meu candidato.

Jornal Local - Como você avalia que se comportará a Câmara dos Deputados no tocante à formação de alianças e bancadas e quais seriam suas predileções, pensando no ponto de vista estratégico mais positivo para a nossa cidade e região?

Luiz Antônio Correa - É uma pergunta difícil. Sabe por que é difícil? Não sabemos como será a resposta das ruas com a vitória de um ou de outro candidato, e não sabemos qual será o resultado dos primeiros 3 meses de governo, e quais os sinais que o eleito dará. Além disso, temos o quadro para governador totalmente indefinido. Sou pragmático e municipalista, como já afirmei. Mas resguardo valores: defesa das instituições democráticas, por exemplo, é um deles.

Jornal Local - Se torna grande a sua responsabilidade por ser um dos quatro deputados federais eleitos da nossa região?

Luiz Antônio Correa - Muito grande. Mas são os desafios que nos mantêm vivos, não é verdade?

Jornal Local - Deixo espaço para agradecimentos e colocações extras que queira fazer.

Luiz Antônio Correa - Agradeço especialmente a todos aqueles que deram um voto de credibilidade ao meu nome. Isso me faz muito feliz e aumenta muito a minha responsabilidade. Quero um país melhor, como todos vocês. Essa é minha luta, a partir de então.

Fonte: http://www.local.jor.br/noticias/ler/8647/deputado-federal-luiz-antonio-... - Jornal Local

Inscreva-se para se manter atualizado e receber notícias sobre o meu mandato para a sua cidade.

Comentários no Facebook

Você também pode gostar de

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

  • Facebook

  • Twitter

  • Instagram

  • Youtube

  • Linkedin