BAIXE O MEU APP

Olá, faça seu login ou cadastre-se.

Você está aqui

Limpeza na área da Ponte do Gote termina em 10 dias

Limpeza na área da Ponte do Gote termina em 10 dias

A intervenção é para evitar possível desabamento da ponte, em caso de cheia da Lagoa Feia e consequente pressão do mato e sedimentos nos pilares da estrutura sobre o Canal das Flechas

A limpeza do trecho do Canal das Flechas na área da Ponte do Gote atingiu esta semana 80% do volume estimado. A conclusão do trabalho, realizado pela Superintendência Municipal de Agricultura e Pecuária (SMAP) em parceria com o Secretaria Estadual do Ambiente (SEA), está prevista para os próximos 10 dias. A intervenção é para evitar possível desabamento da ponte, em caso de cheia da Lagoa Feia e consequente pressão do mato e sedimentos nos pilares, ao serem arrastados pela correnteza.
 
— Solicitamos o trabalho em ofício ao deputado André Corrêa e ao coordenador do Programa Limpa Rio, Luiz Antônio Correa, e vem sendo bem executado. Primeiro as duas máquinas (uma Dragline e uma Long Reach) e seis caminhões caçamba limparam toda a área do entorno dos pilares. Depois realizamos a abertura de comportas para que a água vinda da lagoa arrastasse mais vegetação e sedimento para a área dos pilares, com posterior dragagem. Agora já temos limpa uma extensão aproximada de 100 metros em direção à lagoa por 120 de largura e, em pouco mais de uma semana, terminaremos o trabalho — explicou o superintendente Nildo Cardoso.
 
Com a limpeza, iniciada no último dia 30, o “caminho” entre os pilares da ponte estará livre para a passagem da água em direção à Barra do Furado, em caso de elevação do nível da Lagoa Feia, em sua maior parte abastecida pela Lagoa de Cima, através do Rio Ururaí. Ela também recebe água de uma das “pernas” do Rio Macabu.
 
— A previsão é de um verão com muita chuva. A dinâmica das águas no sistema que começa nos rios que nascem na região do Imbé e chegam à Lagoa Feia é muito poderosa e temos que estar preparados para evitar também outros transtornos, como o alagamento de propriedades rurais e comunidades perto próximas à lagoa — acrescenta Nildo. Por: Edson Cordeiro.
 

Inscreva-se para se manter atualizado e receber notícias sobre o meu mandato para a sua cidade.

Comentários no Facebook

Você também pode gostar de