BAIXE O MEU APP

Olá, faça seu login ou cadastre-se.

Você está aqui

Instituto Estadual do Ambiente e Polícia Ambiental coíbem pesca predatória na Reserva Extrativista Marinha de Itaipu, em Niterói

Instituto Estadual do Ambiente e Polícia Ambiental coíbem pesca predatória na Reserva Extrativista Marinha de Itaipu, em Niterói

Uma ação de fiscalização contra a pesca predatória foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (31/03) na Reserva Extrativista de Itaipu (Resex), em Niterói. Fiscais do Parque Estadual da Serra da Tiririca e da Resex, administrados pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), atuaram em conjunto com a 6ª e 7ª Unidade de Policiamento Ambiental (UPAm) para coibir a prática na área, que é preservada ambientalmente.

 

Durante a operação, a embarcação Estrela do Horizonte V foi flagrada praticando a pesca com rede de cerco, o que é proibido. Policiais e fiscais do Inea abordaram o barco e conduziram o comandante para a 77ª DP, em Icaraí. Lá, ele entrou em contato com o proprietário da embarcação, que também compareceu à delegacia. Os dois foram autuados pela prática ilegal.

 

Cerca de 30kg de pescado e o barco utilizado para a pesca foram apreendidos pela 7ª Unidade de Polícia Marítima e Fluvial.

 

As embarcações de pesca industrial já vinham sendo previamente monitoradas por terra, com o objetivo de caracterizar a prática ilegal e acionar a polícia marítima. Esta é umas das estratégias adotadas pela administração da reserva para o combate à pesca ilegal, que está sendo intensificada.

 

A Resex de Itaipu abrange a faixa marítima de aproximadamente quatro quilômetros na orla das praias de Piratininga, Camboinhas, Itaipu e Itacoatiara, em Niterói, Região Metropolitana do Rio. 

 

Por Ascom SEA/Inea

Inscreva-se para se manter atualizado e receber notícias sobre o meu mandato para a sua cidade.

Comentários no Facebook

Você também pode gostar de