Olá, faça seu login ou cadastre-se.

Você está aqui

Audiência pública realizada pela Secretaria de Estado do Ambiente discute criação de nova Unidade de Conservação em Itaperuna

Audiência pública realizada pela Secretaria de Estado do Ambiente discute criação de nova Unidade de Conservação em Itaperuna

Esta será a segunda área protegida no município somente este ano

Municípios do Noroeste Fluminense estão agindo em parceira com o Programa de Apoio à Criação de Unidades de Conservação (ProUC), da Superintendência de Biodiversidade e Florestas, da Secretaria de Estado do Ambiente, para criar novas áreas protegidas no Estado do Rio de Janeiro.

A cidade de Itaperuna se destaca e realizou na quinta-feira (06/07) uma consulta pública para a criação da segunda Unidade de Conservação no município em 2017. Com aproximadamente 565,53 hectares, o Refúgio de Vida Silvestre traz proteção integral a área que se sobrepõe à Área de Proteção Ambiental (APA) de Raposo e faz parte da Reserva da Biosfera e Áreas Prioritárias do Ministério do Meio Ambiente.

“Essa é mais uma conquista para o Noroeste Fluminense, pois a nova Unidade de Conservação de Itaperuna fará a composição do Corredor 2, que abrange os municípios de Porciúncula, Natividade e Itaperuna, possibilitando a formação de corredores e mosaicos de UCs”, afirmou o Superintendente de Biodiversidade e Florestas, Fernando Matias. 

A consulta pública foi bem sucedida e sanou dúvidas dos participantes sobre as normas, restrições e benefícios dessa nova unidade de conservação.

“Esperamos em pouco tempo ter mais essa importante unidade de conservação legalmente instituída pelo município de Itaperuna, que vem se mostrando parceiro nas ações de proteção da Mata Atlântica, no Noroeste Fluminense”, declarou a Coordenadora do Programa de Apoio à Criação das Unidades de Conservação, Renata Lopes.

A primeira UC de Itaperuna é o Monumento Natural Municipal da Floresta de Itaperuna, que tem 1.272,16 hectares, no distrito de Raposo, que é conhecido por suas instâncias hidrominerais.

“Esperamos em pouco tempo ter mais essa importante unidade de conservação legalmente instituída pelo município de Itaperuna, que vem se mostrando parceiro nas ações de proteção da Mata Atlântica. Acredito nas unidades de conservação como incremento ao desenvolvimento local e à sensibilização social para o desenvolvimento sustentável”, diz o deputado André Corrêa.

Área

Comentários no Facebook

Você também pode gostar de