BAIXE O MEU APP

Notícias

Você está aqui

Município de Santa Maria Madalena terá coleta seletiva e reciclagem

Município de Santa Maria Madalena terá coleta seletiva e reciclagem

Com o lançamento do Ambiente Solidário, nesta segunda-feira, 18, município conquista o primeiro núcleo de reciclagem na região a ser implantado com apoio do Governo do Estado

A partir de agora, a coleta seletiva e a reciclagem farão parte do cotidiano do município de  Santa Maria Madalena, situado no Norte fluminense. A Secretaria de Estado do Ambiente lançou  nesta segunda-feira (18/12), em Santa Maria Madalena, o Programa Ambiente Solidário Reciclagem, em parceria com a Prefeitura local.

Iniciativa da Secretaria de Estado do Ambiente, o Programa Ambiente Solidário tem por objetivo incentivar a reciclagem e gerar renda para catadores de materiais recicláveis.
 
O programa irá selecionar e capacitar moradores de Santa Maria Madalena  para que possam atuar como agentes ambientais. Uma vez capacitados, essas pessoas estarão preparadas para fazer um diagnóstico da situação de descarte dos resíduos recicláveis na cidade para, a partir daí, elaborar um plano de ação para destinação ambientalmente adequada do lixo que pode ser reciclado.

Convidado pelo prefeito Beto Verbicário a participar do lançamento do programa Ambiente Solidário, o ex-secretário estadual do Ambiente, deputado estadual André Corrêa, que iniciou o projeto socioambiental durante sua gestão, enumerou seus benefícios para o município: "Numa ponta, o programa vai gerar renda para o município, com o pagamento do ICMS Ecológico, devido ao aumento do volume de resíduos que passarão a ser reciclados aqui, e, na outra ponta, será gerada grande economia a Santa Maria Madalena, com a redução do lixo que deixará de ser enviado ao aterro sanitário", ressaltou o deputado.

Para isso, os agentes ambientais irão, de porta em porta, conscientizar a população sobre a importância da correta destinação de seus resíduos. Esse trabalho incluirá residências, estabelecimentos comerciais, escolas, hospitais, dentre outros.

O próximo passo será instalar ecopontos em locais estratégicos da cidade como colégios, shoppings e praças públicas onde a população poderá levar o seu lixo reciclável. Além disso, haverá um caminhão que percorrerá a cidade para coletar esse tipo de resíduo. A renda obtida com a comercialização desse tipo de material será revertida para os agentes ambientais, catadores de material reciclável e instituições de caridade.

“Nós fizemos um importante trabalho de reciclagem e inclusão socioprodutiva dos catadores de materiais recicláveis durante os Jogos Olímpicos de 2016 e que teve resultados expressivos. Então, a partir daí, começamos a buscar parcerias para a implementação de um modelo de reciclagem no Estado e Santa Maria Madalena foi a cidade escolhida para esse projeto piloto. O objetivo é transformar Santa Maria Madalena na cidade com maior índice de coleta seletiva e reciclagem do Estado que servirá de referência para os demais municípios fluminenses”, afirmou Ricardo Alves, superintendente de Gestão de Resíduos Sólidos da Secretaria de Estado do Ambiente.

“Para a cidade de Santa Maria Madalena, a implementação deste importante projeto  representa uma conquista. Além de contribuir com o meio ambiente, vai gerar emprego e renda para os moradores da  nossa cidade”, ressaltou o prefeito de Santa Maria Madalena, Beto Verbicário.

Além da coleta seletiva, a Secretaria também vai implantar nessa cidade uma Central de Compostagem. Uma composteira irá transformar lixo orgânico (como por exemplo, restos de alimentos: cascas de frutas, talos de legumes e etc) em adubo que será distribuído para pequenos agricultores, para escolas que possuem hortas, dentre outros.

Inscreva-se para se manter atualizado e receber notícias sobre o meu mandato para a sua cidade.

Comentários no Facebook

Você também pode gostar de

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

  • Facebook

  • Twitter

  • Instagram

  • Youtube

  • Linkedin