BAIXE O MEU APP

Notícias

Você está aqui

Despejo de óleo na Baía de Guanabara rende multas de R$ 350 mil

Despejo de óleo na Baía de Guanabara rende multas de R$ 350 mil

Dois casos de despejo de óleo na Baía de Guanabara resultaram em multas do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) que totalizam mais de R$ 350 mil. Resultado de denúncias do biólogo Mário Moscatelli, as ocorrências envolveram o despejo de água oleosa por uma embarcação no meio da baía e um vazamento de óleo num iate clube de Niterói.

O navio Baru Mucura, da empresa Sabahmar Serviços Marítimos, foi flagrado num sobrevoo pelo biólogo despejando óleo no meio da Baía de Guanabara no dia 23 de março. A denúncia foi encaminhada ao secretário estadual do Ambiente, André Corrêa. A Coordenadoria Geral de Fiscalização do Inea multou a empresa esta semana em R$ 108,5 mil, após avaliação dos danos com base na legislação estadual de infrações ambientais.

Em Niterói, o Jurujuba Iate Clube foi autuado pela Superintendência Regional Baía de Guanabara do Inea no dia 27 de março. Os fiscais flagraram uma mancha de óleo na água após nova denúncia de Moscatelli. Nesse caso, a multa totalizou R$ 141,6 mil, depois da conclusão dos danos causados ao meio ambiente, pelo vazamento. Os autos de infração serão encaminhados para as respectivas empresas.

Em outro episódio de vazamento de óleo no mar, em março, a Transpetro, subsidiária da Petrobras, foi multada pelo Inea em R$ 50 milhões por causa de vazamentos no Terminal Marítimo Baía da Ilha Grande (Tebig), em operação ship to ship. Posteriormente, a licença para este tipo de operação foi cassada pelo instituto.

Fonte: Ascom SEA/Inea

Inscreva-se para se manter atualizado e receber notícias sobre o meu mandato para a sua cidade.

Comentários no Facebook

Você também pode gostar de

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

  • Facebook

  • Twitter

  • Instagram

  • Youtube

  • Linkedin